Nova Era FM
Ouvir

Brasil ganha 4,3 milhões de eleitores desde 2020

Jovem em cabine de votação
Jovem em cabine de votação Cristiano Sant'Anna/Folhapress - 28.10.2018

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) registra, hoje, 152 milhões de brasileiros aptos a votar. O número é 2,9% maior que a quantidade de eleitores em 2020, quando 147 milhões de pessoas podiam ir às urnas.

Esse também é o patamar mais alto desde 2008, ano do primeiro registro histórico listado nas estatísticas do TSE. Nesses últimos 14 anos, o número máximo de eleitores havia sido alcançado em 2019 — 147,8 milhões.

A evolução do número de aptos ao voto só registrou queda em 2020, quando houve redução de quase 2 milhões de votantes em relação ao ano anterior. A maior parte da população habilitada ao pleito de outubro tem entre 45 e 59 anos, é mulher e possui ensino médio completo.

Ao todo, 53% da população que deve ir às urnas em outubro é do gênero feminino, 26,72% têm grau de instrução até o ensino médio e 22,87% têm ensino fundamental incompleto. Entre jovens de 16 e 17 anos, público-alvo de campanhas de incentivo ao título de eleitor neste ano, há mais de 2,5 milhões de aptos.

Os dados contribuem para entender como será definida a eleição, marcada para daqui a exatos 93 dias. Confira datas importantes do calendário eleitoral:

 

Calendário eleitoral de 2022
Calendário eleitoral de 2022 Arte/R7 - 1º.7.2022
Perfil

 

Mulher com ensino médio e de 45 a 59 anos é o perfil da maior parte dos eleitores aptos a votar nas eleições de 2022, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Com 52,8% dos eleitores, o público feminino também é maioria em quase todos os recortes, por região e escolaridade. Do total de eleitores, os homens correspondem a 47,1%.

A cientista Maria do Socorro Sousa Braga, professora da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e especialista em instituições e comportamento político, diz que gênero, faixa etária e renda são variáveis que podem explicar o comportamento do eleitor no momento de ir às urnas.

"No caso das mulheres, é um eleitorado que vai ter grande impacto nas eleições. É um eleitorado que cresce e que está se organizando na busca de representação política. Quanto mais concentrada essa preferência, maior a tendência de esse grupo definir as eleições. Por isso tem se tornado um grupo que desperta interesse de partidos e de políticos."

NOTÍCIAS MAIS LIDAS